Blog da Tania Mujica

Alimentação intuitiva: Como emagrecer comendo!

publicado por Tania Mujica 1 Comentário

Ahhh a indústria da dieta. As revistas, os efeitos, as promessas e as frustrações. Parece tudo tão simples, né?

Engraçado como existem fórmulas para alcançar o peso e o corpo ideal e mesmo assim o mercado só cresce, parece até que não surte o efeito. Mas o que de fato, faz com que você viva com seu corpo sempre “naquele engorda emagrece”?

Vou te dizer!

Nós, seres humanos, nascemos com instintos que ao longo do tempo perdemos – como a sabedoria para se alimentar.  Repare em um bebê. Para sobreviver e se desenvolver usa seus cinco sentidos. No momento em que ele sai do ventre e se encontra com o corpo materno, instintivamente, através do tato e do olfato chega na fonte de alimento e da mesma maneira, ao sentir a saciedade encerra sua refeição com satisfação e plenitude,, ou seja, utiliza-se das sensações que o corpo emana para reconhecer a saciedade. Como é incrível nossos mecanismos, né?

Ao longo de nossas vidas nos tornamos imediatistas e tudo precisa acontecer quase que como mágica, perdendo aquilo nos pertencia – a sabedoria do corpo através de nossos sentidos. Neste momento caímos em armadilhas que afetam diretamente nossa autoconfiança por não atingirmos as metas, sejam em qualquer área da vida. Com a alimentação não é diferente, exemplo disso são essas dietas restritivas  que acabamos sabotando ao longo do tempo e que nos frustram por conta do efeito sanfona.  

Foi na meditação que vivenciei a alimentação intuitiva e pude desfrutar de uma vida mais saudável com meu peso ideal sem precisar recorrer a dietas. Me bastou retomar o hábito de reconhecer as reais necessidades do meu corpo por meio dos cinco sentidos. Quando temos experiências sensoriais fortes, reconhecemos o alimento e desfrutamos muito mais dele.

Priorize os três “S” e aprenda a se reconectar com a sabedoria do seu corpo:

  1. Utilize seus Sentidos;

Acalme seu corpo por 1 minuto antes de qualquer refeição. Toque e sinta as texturas do alimento, sinta o perfume, mas sem julgamentos, não importa se  é bom, delicioso ou ruim, apenas perceba seu aroma.  Alimente-se dele, sinta em sua boca a textura, mastigue para perceber os sabores, escute os sons que aquele alimento emite. Ao engolir, sem pressa, perceba o caminho que ele faz até chegar ao seu estômago.  

Dessa forma você reativa a saciedade e percebe que irá se sentir satisfeito com apenas um terço do que comia antes, quando ainda vivia no piloto automático.

  1. Perceba seus Sentimentos;

Uma das formas  que alivia momentaneamente ansiedade é comendo. Por isso é importante reconhecer seus sentimentos antes de atacar a geladeira. Entenda a razão da sua suposta fome, busque no seu interior o que está acontecendo, porque seu corpo está reagindo assim. Reconheça as suas emoções para entender o que ele precisa. É alimentar-se mesmo?

  1. Tornar a refeição Sagrada;

A cada refeição, veja-a como algo sagrado,  procure se reconectar com o seu presente. Experimente fazê-las sozinho, em silêncio, entregue ao momento, não algo que você utiliza para descontar sua ansiedade, frustrações, raiva ou qualquer outro sentimento negativo. Ele é o combustível do seu corpo e deve ser medido de forma equilibrada para gerar mais energia, intensidade, contribuir com sua alegria e bem estar.

Sozinhos, em silêncio, entregue ao momento.

Faça esses exercícios a cada refeição. Você perceberá uma mudança rápida em seus hábitos. Compartilhe comigo como foi experiência e quais as transformações que teve!

Paz na sua mente e no seu coração <3

  • Sebastian Baltazar

    Show, muito show!

Para receber conteúdo exclusivo e assistir à palestra em que ensino como ter mais FOCO e PRODUTIVIDADE através da Meditação cadastre-se aqui :

Inscreva-se e fique sempre por dentro

Pin It on Pinterest

Share This